Covid-19
Endereço Rua 7 de Setembro, 499 - Centro - Paiçandu - Paraná - Centro
Telefone 44 | 3125-1100
Acessibilidade Cadeira

Paiçandu na luta contra a exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes

Terça-feira, 17 de maio de 2016

Última Modificação: 20/05/2016 15:30:08 | Visualizada 674 vezes

18 de maio - Faça bonito. Proteja nossas crianças e adolescentesa


Ouvir matéria

Amanhã, 18 de maio, é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes. Várias atividades em diversos espaços do município a Secretaria de Assistência Social por meio do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS) está realizando durante todo o mês, atividades de conscientização e informações de direitos e a prevenção ao abuso e exploração sexual na infância e adolescência.

A violência sexual é uma violação dos direitos sexuais, porque abusa e/ou explora do corpo e da sexualidade, seja pela força ou outra forma de coerção, ao envolver crianças e adolescentes em atividades sexuais impróprias à sua idade cronológica, ou ao seu desenvolvimento físico, psicológico e social.

O dia 18 de maio foi escolhido porque neste dia no ano de 1973, uma menina capixaba de Vitória (ES), foi sequestrada, espancada, estuprada, drogada e assassinada. O corpo da menina só apareceu seis dias depois, desfigurado por ácido. Os agressores não foram punidos. O movimento em defesa dos direitos de crianças e adolescentes, após uma forte mobilização, conquistou a aprovação da Lei Federal 9.970/2000 que institui o dia 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Criança e Adolescente.

A violência sexual pode acontecer como abuso sexual e/ou exploração sexual. A violência sexual, abuso ou exploração, pode ocorrer no ambiente intrafamiliar, quando há relação de parentesco entre a vítima e o agressor e a extrafamiliar, quando a vítima não há uma reação de convivência familiar entre agressor e vítima.

Se você tem suspeita ou conhecimento de alguma criança ou adolescente que esteja sofrendo violência pode denunciar no Conselho Tutelar, Delegacias Especializadas ou Comuns, Disque Denúncias Locais ou o Disque Federal, Polícia Militar, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal.

Conselho Tutelar: (44) 3244-2096;

CREAS: 3244-2083;

Disque Denúncia Nacional: 100;

 Polícia Militar: 190.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Estagiária, Gedmila Alves e CREAS Paiçandu

 Galeria de Fotos

 Veja Também