Covid-19
Endereço Rua 7 de Setembro, 499 - Centro - Paiçandu - Paraná - Centro
Telefone 44 | 3125-1100
Acessibilidade Cadeira

CREAS apresenta: Palestra com a Juíza Dra. Mônica Fleith

Quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Última Modificação: 03/12/2018 11:05:53 | Visualizada 756 vezes


Ouvir matéria

Na noite de quarta-feira (28) aconteceu na Casa da Cultura uma palestra organizada pela secretaria de assistência com apoio do Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), com a Juíza Dra. Mônica Fleith.

O objetivo do evento da Semana de enfrentamento à violência contra a mulher, foi de conversar sobre esse tema e pontuar quais são os tipos de violências: física, psicológica, sexual, patrimonial e moral.

Estiveram presentes o Tenente Jefferson Thomaz Alves, o vereador Wesley Rossi, a vereadora Dolores Soto Martinez Zavatini, a coordenadora do (CREAS) Natane Trombeta, a coordenadora da proteção social especial Andressa Pires Martins Santana e o vice-prefeito Santo Gardinal.

Para o Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM), nem sempre a violência deixa marcas visíveis. Há muitas formas de agredir uma mulher, seja com atitudes, palavras ou comportamentos abusivos.

VIOLÊNCIA FÍSICA Agressão física que pode ou não deixar marcas. Alguns exemplos: empurrões, chutes, tapas, socos, puxão de cabelos, arremesso de objetos com a intenção de machucar, sacudir ou segurar com força.

 VIOLÊNCIA PSICOLÓGICA Ação que causa dano emocional, diminuição da autoestima ou que impeça o direito de fazer as próprias escolhas. São atitudes como ameaçar, humilhar, perseguir, chantagear, constranger, controlar o que a mulher faz, não deixá-la sair, isolar sua família e amigos, procurar mensagens no celular ou e-mail.

 VIOLÊNCIA SEXUAL Quando a vítima é obrigada a presenciar, manter ou participar de relação sexual ou contato físico não desejado, por meio de intimidação, ameaça ou uso da força. Também acontece quando ela é forçada ao matrimônio, à gravidez, ao aborto, à prostituição, a participar de pornografia ou é impedida de usar qualquer método para evitar a gravidez.

VIOLÊNCIA PATRIMONIAL Quando há retenção, furto, destruição de bens materiais ou objetos pessoais da vítima, como instrumentos de trabalho, documentos e roupas; controlar ou tirar dinheiro contra a sua vontade.

VIOLÊNCIA MORAL Depreciar a imagem e a honra da vítima por meio de calúnia, difamação e injúria, como espalhar boatos e falsas acusações. Essa violência também pode ocorrer pela internet. Um exemplo é vazar fotos íntimas nas redes sociais como forma de vingança.

 

 Galeria de Fotos

 Veja Também